Próximo
Próximo
Próximo
Próximo
Próximo
Próximo

A Qualquer Custo

 

 

A certa altura do (excelente) filme, o personagem diz que foi pobre a vida toda, seus pais também, assim como os pais deles e que a pobreza extrema é como um doença, passada de geração em geração, infectando a todos que conhece, como um vírus. A luta pela existência começa antes do início e seguirá o homem até o seu fatídico final, ela é o início, o fim e o meio. Todos sem exceção lutam, alguns mais que os outros.

No longa do bom diretor David Mackenzie, dois irmãos, após perderem a fazenda da família em West Texas, decidem assaltar bancos para se restabelecerem financeiramente, enquanto isso, um experiente delegado segue a trilha de pegadas deixada pelos dois. Escrito inteligentemente por Taylor Sheridan, que já possui em sua autoria o impressionante Sicário (2015), e protagonizado por Ben Foster, Chris Pine e Jeff Bridges, A Qualquer Custo é um autêntico retrato atual da região sul dos Estados Unidos com suas paisagens desérticas e inóspitas que flertam com o Velho Oeste em meio a uma crise econômica que escancara a fragilidade do capitalismo americano ao passo que denuncia práticas abusivas de seus conglomerados empresariais.

Mackenzie conduz de forma eletrizante e arrebatadora esse suspense de resiliência sobre um recinto falido moral e financeiramente no qual seus valores se baseiam exclusivamente na sua finalidade, justificando ações e medidas para tal. A urgência da narrativa contrasta com fabulosos longos planos abertos, a poderosa trilha sonora seduz o espectador para uma jornada rumo ao fim dos tempos, uma luta, daqueles que foram esquecidos, por tudo, sem nada a perder.

A luta é personagem principal na história do homem, para Darwin, o motor da seleção natural que favorece a evolução das espécies, para Nietzsche, que não era adepto da teoria do progresso da espécie humana acreditando ser mais plausível a prosperidade da mediocridade, ela ocorre para dar livre curso à força, o sujeito quer mais, e melhor, e sua potência e necessidade - a qual nunca estará suprida - depende do meio da luta. Seja na persistência da vida ou na extensão de sua potência, sempre estamos diante de um enfrentamento de forças que tentam se sobrepujar.

 

O notável supera os flagelos que lhe são destinados, seja pela causalidade ou acaso, não recorrendo ao rebanho para se conservar, pois mesmo isolado ele é capaz de gerar uma nova moral. Os grandes homens sempre surgiram onde a luta pela sobrevivência foi levada mais longamente.

por Elmar Ernani