Próximo
Próximo
Próximo
Próximo
Próximo
Próximo

Beasts of No Nation

 

 

Atingido pela guerra, Agu, uma criança, é transformado gradualmente em um soldado. Sem família, ele irá vagar no inferno como mais um zumbi africano imerso no horror.

 

Dirigido por Cary Fukunaga, é o primeiro filme da Netflix. Fukunaga ganhou notoriedade ao dirigir True Detective, uma das mais brilhantes séries já realizadas e aqui, conduz com perfeição técnica uma das mais reveladoras histórias sobre as guerras civis que varrem o continente esquecido.

 

O olhar intenso e profundo de Fukunaga é interpretado de forma magistral pelo garoto Abraham Attah. Difícil recordar uma atuação juvenil superior a desse jovem descoberto enquanto jogava futebol em Gana. Há de se falar também sobre Idris Elba, o exímio ator londrino tem a atuação de sua vida.

 

Beasts of No Nation detalha o ambiente bestial de uma realidade quase paralela em que tudo é permitido, basta ter a força necessária para imprimir sua vontade sobre os demais. Ao focar em um exército de crianças, Fukunaga pretende deliberar sobre o horror ao mesmo tempo em que se dedica a destruir a inocência desses jovens, ocasionando em um impacto mais estrondoso para o expectador acostumado a colocar bandeiras de países desenvolvidos no facebook em uma duvidosa forma de solidariedade, por vezes seletiva.

 

Doutrinado em um pesadelo sem fim, para alguns a única forma de não lutar mais é morrer.