Próximo
Próximo
Próximo
Próximo
Próximo
Próximo

Livre

 

 

Após o falecimento da mãe e uma fase de autodestruição, uma mulher decide mudar o rumo da sua vida enquanto há tempo. Ela se aventura, sem nenhuma experiência, por uma trilha de 1.770km pela costa do Pacífico.

 

Jean-Marc Vallée, que havia realizado Clube de Compras Dallas ano passado, dirige o longa dando continuidade à boa fase americana de sua filmografia. Reese Witherspoon atua com a entrega física e emocional necessária que um filme de redenção e exploração da natureza demanda.

 

Com cenários deslumbrantes, povoada de belas canções e poesias, o walkabout de Reese se não chega a ser memorável como "Na Natureza Selvagem" ainda assim emociona com passagens sensacionais. Se muitas vezes peca pela filosofia banal da auto-ajuda e pela falta de um risco maior (toda a trilha é muito perfeita e cheia de comodismos), em outros momentos conseguimos de fato nos conectar com seu sofrimento e sua jornada pela autodescoberta.

 

Pois como diria o mestre, "na vida não é o mais forte nem o mais inteligente que sobrevive, mas o que melhor se adapta às mudanças".